sexta-feira, 14 de junho de 2013

Realizamos mais uma fantasia

Esse relato que vou contar pra vcs aconteceu aqui em Natal/RN. Vcs devem se lembrar de nós (Ricardo e Fernanda), quando realizamos nossa fantasia pela primeira vez, com nosso amigo “Gustavo” lá em Recife. Pois é, agora estamos morando em Natal, porque minha esposa gritou muito na hora que nós dois estávamos fodendo ela, e tivemos que nos mudar, pois toda vizinhança ficou sabendo que minha mulher deu o rabo pra outro cara na minha frente. Bom, nunca perdemos o contato com Gustavo, mesmo depois de tudo o que aconteceu, por incrível que pareça, aumentou mais ainda nossa amizade, nos falávamos quase toda semana por tel ou msn. Foi quando pra minha surpresa ele falou que estava de férias junto com sua esposa e vinham passar uns dias aqui em RN. Falei que quando chegasse aqui nos comunicasse para passarmos um final de semana na praia, ele concordou. Quando falei pra minha mulher, ela ficou assustada e preocupada. Disse que ia ficar sem jeito porque a esposa dele estaria com ele tb, e acredito que ele não contou pra ela. Bom, quando chegaram na sexta feira, foram logo me ligando dizendo que estavam numa casa de praia em Muriú, litoral norte do estado e falei que íamos, Fernanda e eu, no dia seguinte. A esposa de Gustavo, que irei chamá-la de “Cristina” é uma morena muito bonita, simpática e atraente, tem um corpo muito parecido com a de minha esposa, pernas bem torneadas, uma cinturinha e uma bundinha bem redondinha e durinha, e que tb gosta de usar roupas bem curtinhas e apertadas. Saímos no sábado e fomos conversando no caminho sobre o que poderia acontecer lá, ela disse que não sabia se tinha coragem pra fazer o mesmo que fizemos em Recife até porque a esposa de Gustavo tb estaria lá, mas notei que ficou excitada durante nossa conversa pois foi o caminho todo alisando meu pau por cima do calção que por sinal já estava duro feito uma pedra. Bom, chegamos lá por volta das 09h, nos cumprimentamos, tomamos café e nossas esposas foram se trocar para irmos a praia enquanto Gustavo e eu ficamos arrumando o isopor com as cervejas. Comentei com ele se Cristina estava sabendo de algo, ele disse que não, e que jamais ela ia perdoar se soubesse. Tudo bem, não tocamos mais no assunto. Quando nossas esposas apareceram... nossa, que visão. Duas deusas, uma mais linda que a outra. Chegaram as duas de biquíni, com a parte de cima a mostra, Cristina com um shortinho claro bem apertado todo enterrado na bunda destacando que usava um biquíni bem pequenininho vermelho, e Fernanda com uma sainha branca que ela tem, toda vazada, deixando a mostra um pouco de sua bunda linda, e inaugurando um fio dental branco (que eu comprei há poucos dias) tb socado no rabo. Fomos à praia, tomamos umas cervejas, conversamos, até que as mulheres decidiram tomar banho no mar e quando voltaram se deitaram de bruços para pegar sol. Não tive como disfarçar, meu pau subiu logo demonstrando o volume sob a sunga. Duas mulheres gostosas com suas bundas maravilhosas assim a mostra a meu lado, não dava pra não ficar excitado. Elas notaram que ficamos excitados mas não disseram nada, apenas ficavam conversando baixinho e dando risadas. Quando voltamos pra casa, tomamos um banho no chuveirão, e pra minha surpresa Cristina pediu pra Gustavo bater umas fotos dela junto com minha esposa no chuveirão, ambas de biquíni, se mostrando ficando de costas, agachadas simulando pegando o sabonete, nossa, como elas estavam soltas e exibidas, pareciam que estavam fazendo aquilo de propósito para nos provocarem, mas não passou disso. Bem, nos trocamos, almoçamos e fomos nos deitar numas redes no terraço, cada casal em sua rede. Aproveitamos para tirar um sarro antes de dormir, mas sem chamar atenção, fiquei bolinando minha esposa enfiando um dedo na buceta e outro no cuzinho dela, até ela gozar, gemendo bem baixinho pra eles não escutarem, mas pelo vuco-vuco que estavam na rede deles acredito que eles tb não estavam parados. Dormimos um pouco até o final da tarde, daí nos levantamos e fomos preparar um churrasco e jogar dominó. Jogo vai, jogo vem, casal contra casal, muita carne, bebida, até que Cristina sugeriu jogar homens contra mulheres apostando quem perdesse virava um copo de cerveja. Até aí tudo normal, mas pra minha surpresa, Fernanda, logo ela, falou pra mudarmos a aposta, quem perdesse pagava uma prenda. – Mas que tipo de prenda? Perguntei. Cristina disse: “quem perder tira uma peça de roupa.” Ficamos uns segundos em silêncio, Gustavo ficou surpreso com a atitude de sua esposa mas concordou. Nossa, percebi que todos ficaram excitados com essa iniciativa delas. Perdemos a primeira e tiramos a camisa. Ganhamos a próxima e como elas não estavam de sutiã, tiraram primeiro o short, elas estavam com calcinhas bem pequenininhas. Ambas de fio dental, Cristina estava com uma calcinha branca, bem transparente na frente destacando seus pêlinhos escuros, Fernanda estava com uma preta. Ganhamos outra e elas tiraram a blusa ficando só de calcinha. Daí agente já não conseguia mais se concentrar no jogo. Perdemos uma e tiramos a bermuda e já mostrando o quanto estávamos excitados. Perdemos de novo e tiramos a cueca. Meu pau já estava latejando e Cristina falou para nós, “calma meus amores, agüentem mais um pouquinho que o jogo ainda não acabou”. Aí que meu pau começou a latejar. Vencemos uma e elas tiraram a calcinha ficando ambas peladinhas na nossa frente mostrando o bronzeado conquistado antes na praia. Cristina estava com a bucetinha toda depilada. Eu já não estava conseguindo me controlar de tanto tesão. Elas disseram novamente que ainda não tinha acabado. Que agora era a ultima rodada e quem vencesse escolheria uma “prenda” pros que perdessem. E elas perderam. Pedi um minuto com Gustavo e perguntei a ele se eles tinham programado isso, ele falou que não, que jamais imaginaria que a esposa dele fosse desse jeito, mas que estava adorando. Escolhemos então a “prenda” pra nossas esposas. Pedimos pra elas ficarem se exibindo como se fossem duas dançarinas de boate, elas não perderam tempo. Já estavam totalmente nuas, colocaram um CD no som e começaram a dançar, rebolar, se amostrarem como se estivem em uma casa de show striper, até que pra surpresa nossa, se beijaram ali na nossa frente. Eu nunca imaginei que minha esposa fizesse aquilo, mas foi uma visão espetacular vendo elas duas dando altos beijos de língua, me belisquei pra ver se não era sonho. Gustavo já estava batendo uma punheta, e eu tb comecei a bater uma, elas continuaram se beijando, se alisando, se acariciando, Cristina abria a bunda de Fernanda e mostrava pra gente seu cuzinho. Elas ficaram se bolinando, daí olharam pra gente e vieram em nossa direção, Cristina se dirigiu a mim e Fernanda pra Gustavo. Pronto, percebi que estávamos realizando outra fantasia nossa. Sem falar nada, nos beijaram e nos puxaram pro quarto. Quando percebi, Gustavo já estava chupando minha esposa. Lembrei-me daquele dia lá de Recife. Não perdi tempo e cai de boca na xaninha de Cristina. Ficamos lá, nós quatro na mesma cama, Cristina começou a me chupar e fiquei maluco, já estava quase gozando, não sei pra quem olhava se era pra Cristina ou se pra minha esposa com Gustavo. A esposa dele chupava muito gostoso, Fernanda não agüentou e caiu de boca no pau dele tb, na primeira vez ela ficou um pouco com medo de chupa-lo mas dessa vez se entregou totalmente ao prazer. Que cena maravilhosa, ver minha esposa chupando outro cara e eu sendo chupado pela mulher dele. Cristina parecia ser uma profissional, chupava muito gostoso, chupava meu saco, lambia até a beirada do meu cu. Puxei-a e a coloquei de quatro, e comecei a chupa-la novamente agora por trás, queria sentir o gosto do cuzinho dela tb. Lambi, e a cada lambida ela gemia. Minha esposa começou a gritar, ela sempre grita muito quando está fodendo, era Gustavo comendo ela de quatro. Coloquei a camisinha e comecei a socar Cristina tb de quatro. Estávamos lá, um comendo a mulher do outro e observando sua mulher sendo fodida ao lado. Daí Fernanda começou dizer pra Cristina que Gustavo era muito gostoso e que já tinha sido puta dele uma vez lá em Recife e que eu participei tb. Cristina surpresa, pois ela não sabia, olhou pra Gustavo perguntou a ele se era verdade e nós confirmamos, daí ela se virou pra mim e disse: “quer dizer que vcs fizeram uma festinha em sua casa e não me chamaram?”. “Vcs são dois safados mesmos!”. Daí Fernanda completou, “teu marido até comeu meu cuzinho enquanto Ricardo comia minha bocetinha! Eles me levaram a loucura, fiquei toda arrombada! É muito bom ser puta de dois machos safados”. Cristina falou então que queria ser puta tb e queria experimentar dois paus ao mesmo tempo e que quem ia comer seu cuzinho seria eu. Ela se levantou, deu um beijo bem guloso em Gustavo e pediu pra ele sentar na cama. Trocou a camisinha dele, sentou e ficou cavalgando em seu pau. Nisso, Fernanda começou a beija-la e disse que ela ia adorar ser possuída por dois machos. Peguei o gel e lubrifiquei bem meu pau e o cuzinho dela e comecei a colocar bem devagarzinho. Ela começou a gemer, disse que tava doendo um pouco mas que eu continuasse, até que eu consegui colocar a cabecinha e fiquei forçando até que meu pau estava totalmente enterrado no rabo daquela vadia. Minha esposa ficou se masturbando e beijando Cristina e depois ela sentou no rosto de Gustavo pra ele chupa-la e começou a me beijar. Ficamos nesse ritmo louco nesse vai e vem por uns instantes quando Gustavo disse que não tava agüentando e gozou. Ela sai de cima dele mas continuei comendo o rabo dela, nessas alturas minha esposa já tinha gozado várias vezes e deu agora a xaninha pra Cristina chupar. Continuei até que não agüentei, tirei meu pau e a camisinha e gozei em cima dela melando-a todinha. Ficamos alí deitados, totalmente esgotados por uns minutos e fomos tomar banho, nós quatro no mesmo banheiro. Ficamos bolinando nossas esposas, comentando sobre que aconteceu lá em Recife e sobre o que tinha acontecido há poucas horas. Já era tarde da noite quando fomos dormir, ficamos em quartos separado, mesmo cansado, ainda dei uma trepada com minha esposa comendo até seu cuzinho. No domingo estávamos mais à vontade, Cristina entrou em nosso quarto e veio nos acordar só de calcinha com beijos em mim e em Fernanda, tomamos café bem à vontade, Gustavo e eu de cueca e nossas esposas só de calcinha. Depois aconteceram mais coisas nesse dia, inclusive lá na praia, passamos o melhor final de semana de nossas vidas, gozamos muito, mas isso vai ficar pros proxs contos. Espero que tenham gostado. Estamos a procura de novas amizades, quem quizer nos add, ojuara_rn@hotmail.com. Mas so add mulheres ou casais. Beijos e abraços a todos

Nenhum comentário:

Postar um comentário