sexta-feira, 14 de junho de 2013

Primeiro Menage masculino

Somos um casal realmente casados, ambos com 29 anos. Eu tenho um corpo acima do peso e bem peludo, algumas mulheres me acham atraente pela aparência sóbria, séria e máscula. Minha esposa é uma morena linda de seios fartos, boca e xana carnuda e uma linda bunda bem redondinha. Temos uma vida sexual bem ativa e procuramos por novas experiências não para salvar um casamento em decadência, mais sim para dar cada vez mais prazer um ao outro.
Bem, o que relato aqui, aconteceu de verdade e não pretendo aumentar nada, apenas relatar nossa primeira experiência com menage (masculino).
À algum tempo assistimos videos pornôs e lemos contos eróticos dos mais variados e sempre fantaziavamos algumas coisas em nossas transas. A vontade de fazer algo diferente foi almentando, a ponto de comparmos consolos de tamanhos variados e irmos fazendo DP’s (normal e os dois na xana) almentando a grossura dos brinquedos até chegar ao mais grosso, sem machucar assim a minha esposa.
Depois de muita conversa resolvemos partir para a realidade, queriamos muito transar com mais pessoas (poderia ser com um casal ou menage masculino ou ainda feminino - inclusive ela é bisexual, já tendo uns dois casinhos mornos na fase de pós adolescencia, porém nenhum relmente intenso na vida adulta). Ela começou a buscar em salas de bate papo na net e encontrou uma mulher (que ainda estamos conversando) disposta ao menage com bi feminino e um cara que dispertou seu interresse.
Depois de muita conversa por telefone, resolvemos marcar para nos conhecermos pessoalmente. No dia eu iria ao ponto de encontro direto do meu serviço e minha esposa iria da nossa casa, pedi que ela levasse camisinha na bolsa (não acreditava que rolaria algo naquela noite por ser a primeira vez que nos encontraríamos, mas é bom previnir), combinamos que era ela quem decidiria tudo que iria acontecer ou não.
Chegamos no ponto de encontro, primeiro minha esposa, depois eu e por fim nosso amigo, conversamos bastante (não coloco os detalhes pra não encher muito o texto) e após veio a pergunta dele se poderia rolar algo naquela noite (me consumiu a alma pensar na minha esposa nas mãos de outro), comentamos que os moteis da região eram caretas e não liberam três pessoas no mesmo quarto. Ele argumentou que seu carro tinha película nos vidros e eram muito escuros, que só iria rolar uns amassos em um local ermo, como era ela quem decidiria olhei pra ela e vi um brilho em seus olhos (neste momento percebi que realmente ela seria possuída por outro), caminhamos até seu carro (foram os passos mais angustiantes da minha vida), eu sentei no banco de traz e ela no da frente com ele, passados alguns minutos ele parou o carro em uma rua escura e deserta (a partir deste momento apenas relatarei os fatos omitindo minha opnião para não desestimular o leitor).
Eles começaram a trocar carícias e deram um longo beijo ele no banco do motorista, ela no do carona e eu atrás com expectador passivo.
Ela começou a beijar seu pescoço e ele falou algo no seu ouvido enquanto tirava a camisa e abria a bermuda, ela então desceu pelo seu peitoral até chegar a virilha pude ver sua cabeça subindo e descendo enquanto ela jogava o corpo para traz e balbuceava palavras sem sentido algum. Ela então parou e foi a vez dele, começou mordendo e lambendo a sua orelha passando então para o queixo, descendo para seus seios fartos onde passou um tempo consideravel, arrancando com isso vários gemidos dela (cada vez mais ela ficava excitada com a situação), ele desceu ainda mais e chegou a sua xana, tentou lambe-la mais não conseguiu devido ao banco do carro, então retornou a seus seios e trababalhou sua xana com os dedos levando ela a loucura e fazendo-a explodir em gozo.
Ela parou virou-se para mim e perguntou com carra de pidona, se teria que ficar só nisso mesmo, pois, com dois cacetes no carro e ela tinha que gozar com dedos. Então ela se virou ficando entre os bancos da frente, ficou com a bunda para frente e o resto do corpo para traz do carro. Só foi o tempo de tirar a camisinha da bolsa e acrobaticamente minha esposa estava sendo fudida pela xana, aproveitei e coloquei ela pra me chupar enquanto sua xana engolia feroz o cacete do nosso companheiro, foi um frenezi total, nosso gemidos se misturaram ao ar e ao odor de sexo. A cada estocada que ele dava, eu pude sentir o tezão emanar no corpo dela e sentir sua boca engolir mais meu cacete. Quando então ela anunciou que iria gozar, ele aumentou o ritimo e eu forcei mais sua boca, ela gozou forte, e intensamente me fazendo gozar também na sua boca, ele demorou um pouco mais e enquanto isso ela sugava as últimas gotas do meu semem não deixando cair uma gota sequer. pouco tempo depois ele também explodiu em gozo. Nos arrumamos e saimos do carro, voltando para casa.
A noite não foi como eu esperava (queria aquelas cenas de filme pornô onde os dois fodem a boceta da mulher) porém estava feliz por realizar duas fantasias da minha esposa, transar no carro e o menage.
Ainda queremos conhecer garotas Bi e casais, somos do Rio de Janeiro da Baixada.

11 comentários:

  1. ola tbm sou da baixada caso queira uma menage masculino entre em contato fernanddodj@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Só de Caxias e gostaria muito de participar meu záp 969986860

    ResponderExcluir
  3. Ola também sou da baixada são João de meriti fiquei excitado com o relato adoraria um menage cm VC...meu imai gilcosta6342@gmail entrem em contato

    ResponderExcluir
  4. Ola também sou da baixada são João de Meriti fiquei excitado cm o relato adoraria um menagem cm vcs...meu imail gilcosta6342 @gmail.com

    ResponderExcluir
  5. 011998624449ker ver sua esposa dano pra otro me liga evaldo

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Ola, sou pegador de casada junto com marido, sou maduro, branco, higenico, com facilidade de locomocao e disponibilidade de tempo, tenho local, despesas por minha conta, sou do RJ ZAP 98356 2361

    ResponderExcluir